Sejamos bons – Mensagem

Não te aflijas com a perspectiva da perfeição de um dia para outro.

As tarefas redentoras desconhecem o improviso.

Ergue-se a casa, tijolo a tijolo.

Forma-se o rio, gota a gota.

Constitue-se o tecido, fio a fio.

O Mestre, por isso mesmo, não espera do discípulo prodígios de santidade, num simples momento, de vez que a virtude não é flor ilusória no jardim sublimado da alma.

Entretanto, se não podemos realizar o aprimoramento numa hora, devemos aprender a lição da bondade, dia a dia.

Sejamos bons para com aqueles que a Divina Bondade situou em nossos próprios passos, auxiliando-os na senda de elevação.

Sejamos bons para com os que caíram na margem de nossa própria estrada, oferecendo-lhes o toque da nossa amizade ou encorajando-lhes o reerguimento com o sorriso de nossa compreensão.

Sejamos bons para com as vítimas da maldade, amparando-as sem ruído para que a maledicência emudeça e para que a calúnia imobilize as garras de treva.

Sejamos bons para com os fracos que não podem ainda caminhar sem a neurastenia, sem a queixa e sem a lágrima, sustentando-lhes o coração com os nossos braços fraternos.

Por onde passamos há sempre alguém que espera um pouco de carinho a fim de restaurar-se.

Na harmonia da natureza, a flor estende o perfume, a ave carreia a música, a fonte desliza servindo e a árvore produz reconforto e alegria, exaltando o sol que mergulha na Terra em ondas ilimitadas de luz.

Por nossa vez, ofereçamos a bondade a quem passa por nós ou a quem respira conosco e estaremos louvando a Infinita Bondade do Pai Celestial que, em todos os ângulos da vida, nos envolve em suas Bênçãos de Amor.

(Mensagem extraída do livro Trilha de Luz, psicografado por Chico Xavier, pelo Espírito de Emmanuel – Ide Editora.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *